O melhor dia de surf nas férias.








Para grande infelicidade, apenas apanhei um dia mais ou menos bom, na semana que marquei de férias para surfar (de 01 a 09 de Setembro).

Foi uma semana com excelentes condições para o surf, excepto o swell que foi nulo ou quase inexistente.

No dia das fotos (dia 01 de Setembro), ainda conseguimos fazer umas ondas supríveis; a partir daí foi sempre a descer.















Para além de mim, do Nani, do Fred e do Rui, ainda tivemos a presença do Pato, que, pelo que disse, adorou estar com o team ("à bons velhos tempos).

6 comments:

Nani said...

E se todos os dias fossem assim, era como "... nos bons velhos tempos..."
Mas este verão faltou mesmo um tamanho mais simpático, porque as condições eram as melhores possiveis.

Frederico Henriques said...

De facto, o swell nem sempre teve tamanho adequado, mas foram uns dias muito bem passados. Contudo, o ambiente fez-me lembrar "aquele do antigamente em S. Julião". Não digo isto com saudosismo porque a vida deve ser desfrutada no presente. Mas foi giro ver o pessoal sempre com uma grande gana de apanhar todas as ondas...

Pena foi que não provámos a “Rechuncha”, mas “KGB” rendeu muito, e inside “Sonasol” do melhor…

Muito bom... foi também o companheirismo.

Agora, à que recrutar outros elementos do Team, um pouquinho mais afastados destas verdadeiras práticas e terapias de descompressão. Por questões pessoais, a vida nem sempre proporciona disponibilidade para todos os lazeres, o que é totalmente respeitável.

No entanto, investir nos nossos amigos é a melhor maneira de investirmos em nós próprios. Quer queiramos, quer não, é troca infinita, tanto no sonho como na alma.

Rui said...

Boa Fred, sábias palavras. De facto estas ondinhas que descobrimos, por acaso, quando vinhamos do Magoito pareçe que foram encomendadas para nos dar uns momentos bem alegres (tu que o digas, usurpador de tubos). Quanto aos tempos passados entre nós foi do melhor e só espero ter tempo para poder ir pelo menos umas horinhas ao fim de semana depois de nascer a Maria.

Abraços a todos e temos de combinar para este fim de semana. Pareçe que domingo vai ser melhor que sábado.

HEM said...

Reitero as palavras acima ditas. De facto, em vez de nos estarmos constantemente a queixar da vida, devemos é procurar e buscar aquilo que mais ansiamos. Parece incrível mas é verdade, muitas vezes não temos aquilo que queremos por nossa exclusiva culpa (e não de terceiros, como é muito característico dos lamentos do “tuga”), pois não vamos à procura ou não queremos com verdadeira força.

Por outro lado, sublinho com especial agrado deste renascimento do "espírito de outros tempos"; começou devagar mas começa a ganhar balanço. Uma coisa é certa: uma vez começado é difícil parar.

Por último, estas últimas descobertas da costa a Sul da Eri até ao Magoito é uma verdadeira caixinha de surpresas e deixa-nos com um leque variadíssimo de escolhas para as variadas condições de mar.

Luis said...

Belissimo comentario !!!

... tenho de ir ter mais vezes com voçês, para descontrair e contrariar...

pato said...

pois é meus amigos agora já não há volta a dar...
No inverno bora lá desbravar os picos do alentejo!!!!
um forte abraço vindo do "deserto",
e que a distância não afaste mais este "espirito de outros tempos"